A nova infra-estrutura, desenvolvida em colaboração entre a Accenture, Cisco e Sirti Digital Solutions, junta redes públicas e privadas com o objetivo de aumentar a agilidade e a eficiência de custos.
 
LISBOA, 18 de setembro de 2020 - Accenture, Cisco e Sirti trabalharam em conjunto com o Grupo Enel num dos maiores projetos de virtualização de rede de telecomunicações corporativas do mundo, acelerando a transformação digital da empresa. Projetado e desenvolvido em Itália, o programa levou a uma redução nos custos operacionais, aumentando significativamente a agilidade da infraestrutura da Enel. A rede conecta mais de 1.000 sites em três continentes e em mais de 10 países (incluindo Itália, Espanha, Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Peru e Rússia e na América do Norte).

A iniciativa faz parte de um programa estratégico da Enel, denominado ’Beyond Cloud Computing. A rede de longa distância definida por software (SD-WAN), tecnologia que otimiza o acesso a aplicações em cloud e o uso de conectividade, assim como soluções de computação de ponta, que se fundem para criar uma arquitetura de telecomunicações, ajuda a alcançar a excelência operacional através da digitalização abrangente de processos.
“O projeto ‘Beyond Cloud Computing’ faz parte de um programa de transformação digital lançado em 2015 através da migração para a cloud. Durante a pandemia de COVID-19, a virtualização de equipamentos de rede permitiu-nos gerir a nossa infraestrutura remotamente, sem a necessidade de pessoal no local", afirma Carlo Bozzoli, responsável pela área de Soluções Digitais Globais da Enel.

O projeto é baseado numa infraestrutura virtual completa que, além das redes privadas, também utiliza redes públicas. Até recentemente, essa não era uma solução devido a alguma resistência da empresa em usar conectividade pública. Essa dificuldade foi agora superada com a adoção de uma rede virtual segura, que oferece um serviço de alta qualidade e baixo custo, justamente por ter sido construída integrando infraestruturas públicas e privadas.

O programa permitiu a introdução de arquiteturas e tecnologias destinadas a acelerar a digitalização através de uma cloud pública, e mostra o primeiro passo do Grupo em direção à computação de ponta, que reduzirá a latência do processamento de dados, aumentando assim a capacidade de processamento em todo o país.

Este projeto permitiu à Enel reduzir significativamente o seu tempo de lançamento no mercado e otimizar a rentabilidade. Também reduziu os custos operacionais, permitindo a gestão remota das operações de manutenção. A Enel integra, agora, tecnologias inovadoras, como a Internet of Things (IoT), e a realidade aumentada (AR) e virtual (VR), na sua rede para facilitar a monitorização, gestão e manutenção de seus ativos localizados em toda a Itália.

A agilidade e o potencial da nova infraestrutura foram demonstrados durante a resposta à crise COVID-19, já que a Enel rapidamente conseguiu que os seus mais de 37.000 funcionários trabalhassem remotamente, com um acesso seguro e fácil às aplicações corporativas e colaborativas.

A nova infraestrutura foi construída pela Enel Global Digital Solutions, em conjunto com a Accenture, Cisco e Sirti. A Accenture apoiou a gestão do programa de transformação e a implantação da infraestrutura centralizada, com recursos inovadores fornecidos pela tecnologia SD-WAN Viptela da Cisco. A Cisco também contribuiu para o design geral da rede, enquanto a Sirti Digital Solutions apoiou a implementação dos componentes distribuídos na nova arquitetura em todo país e a migração dos serviços de rede.